2.15.2013

Traços.

Apeteceu-me escrever a propósito deste post, que li num dos meus blogues favoritos e de leitura diária obrigatória. 
Quando escrevo sobre o meu filho, sobre o ser mãe, sobre o que é o meu dia-a-dia, a minha saudade do pimpolho-mais-novo, falo sobre o lado cor-de-rosa da coisa. Sim, tudo tem o seu lado mais escuro. Este não é bem escuro, é menos colorido, digamos assim. Eu também stresso com o pimpolho, também lhe berro, também o "ignoro", também peço a Deus que me dê forças e paciência e serenidade. Também lhe enxoto as moscas do rabo, para me arrepender logo em seguida, sentindo-me uma pessoa péssima, uma mãe falhada. Isto de educar uma criança é terrível! E, ao mesmo tempo, é muito bom e muito doce! E não trocava por nada deste mundo estes dois lados. Todos os dias penso se estarei a fazer a coisa certa, se a minha atitude é a mais assertiva, se não estou a ser má, se não estou a ser benevolente, se... se.... se.... se.... São tantos os "ses". Olho para aquele pequenino ser e penso: Meu filho, estou a procurar fazer o melhor de mim, ajuda-me também. Uma altura li, não sei se em livro, se em revista da especialidade, se em blogue, que uma mãe tem de estar preparada para o ser que vai chegar, é nosso/a filho/a mas não será um ser PERFEITO e nós temos de estar preparadas para essa "desilusão". E que é absolutamente normal não gostarmos de todas as atitudes, de todos os traços da sua personalidade. É a mais pura verdade, minhas amigas e meus amigos. Como qualquer pessoa, há coisas que gostamos, adoramos, e outras que não gostamos, nem "suportamos". Mas há uma diferença, esta pessoa é o nosso filho, a nossa filha. Saiu de dentro de nós, somos sangue do mesmo sangue, entranhas das mesmas entranhas. Nada na vida mudará isso. E, por mais anos que se viva, não há amor igual. 
O´

12 comentários:

  1. E é que tudo se resume mesmo a isso "não há amor igual"! Por mais voltas que a vida dê, por mais contraditorias que por vezes sejam as nossas emoções em relação a eles, eles serão SEMPRE a nossa vida.
    Beijito :)

    ResponderEliminar
  2. ♥ és uma querida! e sim és um mãe normal :) graças ao senhor! LOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida, és tu! (já parecemos tias de Cascais. lol)

      Eliminar
  3. Que coisa mai linda, quase que me convenceste a ser mãe :D

    ResponderEliminar
  4. Eu assino por baixo este post e tantos outros que acabei de ler, e ri-me a farta com a parte de "depilacao por fazer, unhas por pintar" e' a realidade ca por casa lololol
    bjinhosss e parabens mesmo que atrasados ao pimpolho-mais-fofinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Linda, voltaste! :D
      Como estás?! Tenho de te enviar um mail.
      Mãe sofre, não é? Mas também ama muiiiiito! :D
      Beijos

      Eliminar